Sessão Criança

 

 

Brincadeiras, livros online, dobraduras, jogos e muito mais!

Histórico

 

 

COMUNIDADE SANTA ISABEL

 

 

  • Endereço: 

Rua Benedito Alves Aranha, 226

                    Barão Geraldo, Campinas, SP - CEP: 13084-090

               Fone/Fax: 0 XX 19 3289-1101 / 3289-2323

 

 

 

A Paróquia Santa Isabel está localizada no Distrito de Barão Geraldo, no limite norte da Cidade de Campinas, SP. O Distrito abrange cerca de 65.000 habitantes distribuídos em dezenas de bairros. É também sede da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), para onde dirigem-se, diariamente, cerca de 20.000 pessoas.

 

A Paróquia Santa Isabel foi oficialmente constituída em 11 de setembro de 1963, sendo que seu primeiro pároco, Padre Lívio Gabrielli, tomou posse no dia 15 de setembro do mesmo ano. A comunidade existente na época foi desmembrada da Paróquia Nossa Senhora das Graças, da Vila Nova. Nesta época todos os trabalhos pastorais e notificações eram realizados pela Paróquia Nossa Senhora das Graças, sendo seu pároco, Padre Antonio Rocatto.

 

Fachada da Primeira igreja de Barão Geraldo.

 

Os primeiros passos para a constituição da Paróquia se deram em 1956, onde temos os primeiros relatos da elaboração de um Livro de Ouro, com o objetivo de angariar fundos para a construção da nova igreja. Naquela época, existia no Distrito de Barão Geraldo uma pequena capela, localizada onde hoje é o Banco Banespa. Posteriormente, em função do aumento do número de moradores no Distrito, deu-se início à construção da Igreja de Santa Isabel, hoje a Matriz de nossa Paróquia. Atualmente é constituída por nove comunidades, além de contar com o Carmelo de Santa Teresinha do Menino Jesus.

 

 Santa Isabel: Padroeira de Barão Geraldo

 

Sabemos que as raízes do Distrito de Barão Geraldo devem ser buscadas nas duas fazendas: Santa Genebra e Rio das Pedras, de propriedades das famílias. Conta-se que um mal entendido entre as duas famílias gerava a admiração pela santa portuguesa. O Sr. Barão Geraldo de Rezende, em visita diária aos limites de sua fazenda, encontrava-se toda tarde com seu vizinho e parente, o Sr. Albino J. B. de Oliveira. O local do encontro seria hoje as cercanias da Unicamp, onde uma vala usada costumeiramente como marco limítrofe, dividia as propriedades.

 

Num desses encontros, casualmente afáveis, o Sr. Albino J. B. de Oliveira disse ao Sr. Barão que sua mãe, a Sra. Izabel de Oliveira, estava muito doente. O Barão,  não medindo o alcance de suas palavras dizia: - “Quando ela morrer eu poderei ter toda esta terra, a vossa fazenda poderá ser minha”.

 

O Sr. Albino J. B. de Oliveira, enfurecido com o Barão, retirou-se visivelmente magoado. No lugar mais alto do limite das fazendas ele arquitetou um plano. Mandou vir de Portugal uma grande imagem de Santa Isabel, recordando sua mãe, e mandou instalar na colina mais alta dos limites das terras, para que o Sr. Barão pudesse diariamente ver que Izabel estava viva. Naquele local começou a devoção a Santa Isabel. O povo começou a apegar-se a ela e a devoção se alastrou rapidamente. O local passou a ser muito visitado.

Depois de muito tempo foi construída uma capelinha rude, que mais tarde foi transferida para onde hoje está localizado o Banco Banespa. No dia 11 de setembro de 1963, o Arcebispo de Campinas, Dom Paulo de Tarso Campos criava a Paróquia Santa Isabel, com os seguintes dizeres: “Havemos por bem erigir como padroeira da nova paróquia a Santa Isabel, Santa Rainha de Portugal, para que sua proteção especial dignifique este povo fiel”.

 

Foto da Imagem de Sta. Isabel no alto da colina em Barão Geraldo.

 

 

Origem do Distrito de Barão Geraldo

 

Na década de 40, quando houve o primeiro grande impulso industrial na cidade de Campinas, Barão Geraldo sofreu, não apenas uma retração na mão-de-obra para a agricultura, como também um êxodo de seus habitantes que partiram para a cidade em busca de melhores condições de trabalho. Nessa época, várias das famílias que aqui residiam, em sítios ou no centro, compraram terrenos na região da Vila Nova, onde construíram suas residências. Entretanto, é importante notar que eles não se desfizeram do patrimônio que aqui possuíam. Mudaram-se do bairro, mas continuaram como agricultores e investidores em Barão Geraldo.

 

Barão Geraldo de Rezende

   

Antônio Antoniolli fala que conheceu Barão Geraldo iluminado à luz de lamparina e assim foi até 1935, quando a primeira lâmpada elétrica foi acesa, benefício este que só se estendeu à maioria da população em 1950. Hélio Leonardi, que era Juiz de Paz do Distrito, foi um daqueles que se empenhou para a iluminação de Barão, mas o feito pelo qual ele mais se orgulhava era ter fundado, em 1831, com seu irmão Orfeu, o primeiro time de futebol, o Internacional, que teve como primeiro presidente, Benedito Alves Aranha, antigo chefe da estação da Funilense.

 

Fazenda Rio das Pedras

 

Em 1953, uma questão dividiu os moradores deste bairro: sua elevação a Distrito da Cidade de Campinas. Parte da população era contrária por entender que a elevação de Barão Geraldo a distrito não traria para eles nenhum benefício adicional, mas apenas ocasionaria a elevação dos impostos territoriais. Uma corrente liderada pelo vereador Guido de Camargo Sobrinho insistiu neste ato administrativo, levando sua reivindicação ao governo do Estado, com o slogan de que "A elevação de Barão Geraldo a distrito obedece a um imperativo do progresso" . Em novembro de 1953, a luta chegou a seu desfecho, para comemoração de Guido e seus companheiros.

 

Fazenda Santa Genebra

 

 

Data ainda da década de 50 a criação da primeira linha de ônibus ligando a cidade de Campinas ao distrito e, em 1952, graças à iniciativa de um grupo de baronenses, liderada por Horácio Leonardi, Agostinho e Luis Pátaro e com o apoio do vereador Guido de Camargo, o governador do Estado promulgou o ato público da criação de um grupo escolar. Porém, somente em 1958, foi conseguida, junto à Câmara Municipal e à Prefeitura de Campinas, a doação do terreno de cinco mil metros quadrados destinado à sua construção. Até então, as crianças deste distrito eram obrigadas a caminhar vários quilômetros em estrada de terra e lama, para freqüentar as aulas na escola fundada pela Rhodia para os filhos de seus funcionários. Em 26 de setembro de 1958, o grupo recebeu o nome de Agostinho Pátaro.

 

Coreto construído pelos moradores do bairro, na década de 40

 

 

 

Foi, efetivamente, a partir da instalação da Cidade Universitária, da Universidade de Campinas e do projeto imobiliário de João Adhemar de Almeida Prado que este distrito se desenvolveu, adquirindo sua feição atual, sendo considerado um dos mais importantes pólos de excelência acadêmica, médica e tecnológica da América Latina, atraindo profissionais de todo o Brasil e do mundo.

 

Nosso agradecimento a todos os que contribuíram com dados e fotos para a compilação deste histórico.

 

 

 

 

Resolução mínima 800x600 - © 2013. Paróquia Santa Isabel. Todos os direitos reservados.